NOTÍCIAS

Previsão do tempo

Segunda-feira - João Pesso...

Máx
31ºC
Min
25ºC
Parcialmente Nublado

"Jornada sobre temas atuais de Direito e Processo do Trabalho", promovida pela Ejud, lota auditório do Tribunal Pleno do TRT-13

A Escola Judicial do TRT-13 (Ejud-13) realizou a "Jornada sobre temas atuais de Direito e Processo do Trabalho", nesta quarta-feira (3), no Auditório do Tribunal Pleno. O evento lotou o auditório e levantou discussões importantes para o universo do trabalho com as palestras do ministro do Tribunal Superior do Trabalho, Cláudio Brandão, do desembargador do TRT-13, Wolney Cordeiro, e do procurador do Ministério do Público do Trabalho de Pernambuco, Carlos Eduardo de Azevedo Lima. O procurador Carlos Eduardo de Azevedo Lima debateu a importância das entidades sindicais na defesa dos direitos trabalhistas e a necessidade delas não se limitarem a uma atuação tradicional, exercendo um sindicalismo integral. “É importante que os sindicatos ‘saiam das cordas’ para irem além do patamar civilizatório mínimo e que não permitam retrocessos”, frisou.Outro assunto discutido, dessa vez pelo desembargador Wolney Cordeiro, foi o ônus da sucumbência e assistência judiciária/justiça  gratuita, visto como um direito fundamental previsto constitucionalmente, e a importância das entidades sindicais  na defesa dos direitos trabalhistas. “Não vou tratar o direito de ter acesso à justiça na perspectiva dos direitos humanos, mas sob o rótulo de um direito fundamental do trabalhador, embora, ontologicamente, sejam a mesma coisa”, declarou.O ministro Cláudio Brandão abordou a contribuição assistencial e o direito à oposição, com destaque para a recente decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que  declarou  a  constitucionalidade da cobrança de contribuições  assistenciais  em  normas  coletivas  (acordos ou convenções coletivas de trabalho) a todos os empregados da categoria, ainda que não sindicalizados. Ao final do evento, o ministro elogiou a iniciativa da escola e o movimento sindical paraibano por prestigiar o evento. “Esse evento só é o que é pela presença de vocês aqui, hoje. Não adiantaria estarmos aqui, os três, e termos o cuidado de nos prepararmos, se não tivesse o interesse da classe sindical em comparecer. E estão de parabéns a Escola e o Tribunal por abrir as suas portas”, comentou o ministro.  A vice-presidente, corregedora, ouvidora da mulher e diretora da Ejud-13, desembargadora Herminegilda Leite Machado, destacou a importância das reflexões levantadas pelos palestrantes. “Os palestrantes, realmente, fizeram uma difusão de conhecimentos embasado, com humanismo, e acredito que tudo o que foi dito vai repercutir em nossa mente e fazer refletir sobre o que o mundo está vivendo. E, como destacou o ministro, precisamos pensar na coletividade, porque se a gente não pensa enquanto coletividade, seremos só um aglomerado de gente sem saber para onde ir”, destacou a desembargadora.Renata SantosAssessoria de Comunicação Social TRT-13 
04/07/2024 (00:00)
Visitas no site:  182461
© 2024 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia